Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Almada Projectista!?

Actualmente a sociedade está em constante evolução; evolução essa que por vezes parece dar maus resultados. Desde os finais dos séculos XIX e princípios de XX que a indústria tem estado numa metamorfose contínua, e com uma necessidade energética cada vez maior.
Com o passar dos anos o Homem começou a aperceber-se das consequências da indústria a nível ecológico e de recursos energéticos, mas agora também os transportes são alvos de duras críticas, algo a que até à pouco tempo não era dada a devida importância.
Um dos grandes combates aos efeitos negativos dos transportes é a utilização de veículos não poluentes e a sua utilização como transportes públicos.
De um bom caso é o comboio e o metro, que se têm vindo a verificar de uma atenção por parte das cidades destes dois meios, uma destas cidades, é a cidade de Almada.
Almada tem demonstrado um esforço gratificante na alternativa de transportes menos poluentes, mais rentáveis e com uma comodidade acrescentada. O comboio foi o início da realização destes projectos, este consegue tirar milhares de carros diários das estradas, dar uma viagem confortável e despreocupada ao utente. Pelo mesmo caminho segue um projecto mais recente, o Metro Sul do Tejo, este é um metro ligeiro de superfície que visa a manutenção da segurança, da qualidade do serviço e do ambiente.
O metro na sua fase final poderá vir a substituir algumas carreiras que atravessam a cidade diariamente, livrando assim de muitas despesas de consumo e manutenção às empresas e às entidades camarárias.
Mas nem só de projectos ambientais e de meios de transporte o Concelho de Almada se foca.
A preocupação social e económica que existe em Almada não tem despertado tanto interesse, como tem sido o metro, mas mesmo assim a preocupação e evidente. A cidade preocupa-se cada vez mais com a taxa de crescimento populacional, a taxa de desemprego, o aumento do nível médio do poder de compra, assegurar a competitividade territorial de Almada Nascente, a promoção da sustentação de negócios e a implementação de equipamentos de I&D (investigação e desenvolvimento).
Como podemos ver Almada tem vindo a demonstrar uma evolução bastante positiva, o que não seria de esperar.
Reflexão feita por: Rui Guerreiro
Organização do Trabalho:
Publicado por almadaumavisaoparaofuturo às 15:18
Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.O nosso grupo

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
.Google Pages

Visitem!!!

.Entre em contacto

Mail do Grupo: arxrs12c@gmail.com

.Dossiêr: Cidades do Futuro

Madrid

Amesterdão

Masdar City

Estocolmo

Hamburgo

Londres

Bratislava

Los Angeles

.Cartaz Cultural

Cartaz Cultural - Mês de Maio

.Organização do Trabalho

. apresentação(3)

. áreas de intervenção(5)

. avaliações(3)

. blog(9)

. cartaz cultural(11)

. ccc(5)

. cidades do futuro(8)

. colóquio(2)

. costa da caparica(15)

. cristo-rei(7)

. diagnósticos da cidade(15)

. entrevistas(12)

. estratégias(4)

. festas na cidade(3)

. ginjal(5)

. morro de cacilhas(9)

. notícias(24)

. planificações(8)

. powerpoints(3)

. propostas(9)

. reflexões(16)

. resultados da poll(6)

. resultados dos inquéritos(2)

. video-propostas(4)

. vídeos(7)

. visitas de estudo(16)

. todas as tags

.Links

.Arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007