Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Inquérito sobre os projectos em curso em Almada

 


 

 


 

 


 

 


 

 


 

     Após a realização do nosso inquérito, que contou com as perguntas acima colacadas em forma de gráfico e com mais três que serão referidas a seguir, elaboramos as conclusões que serão agora expostas.
     O metro é o projecto mais conhecido pela população e ao mesmo tempo é o mais contraditório. Todas as pessoas inquiridas sabiam da existência do projecto do MST. O que não é de estranhar uma vez que as obras do metro, nesta fase em curso na avenida central de Almada, causam grande transtorno à população e, portanto, não passam desapercebidas. Em segundo lugar temos o Projecto CostaPólis que também é bastante conhecido por quase todos os inquiridos pois as obras deste estão em curso há vários anos e ainda não foram concluídas, devido a sistemáticos atrasos da conclusão, muitas vezes por influência de factores naturais.
     O projecto Almada Nascente é menos conhecido, o que acreditamos ser pelo facto de ainda não estarem iniciadas as obras. E por último temos o pouco conhecido projecto do Ginjal e Quinta do Almaraz, que pretende trazer à cidade uma nova vida, através do campo artístico e cultural, atraindo os jovens e revitalizando uma zona muito envelhecida e abandonada de Almada.
     Como áreas sociais e económicas que deveriam ser desenvolvidas a mais importante foi apontada como sendo a do emprego. A maior parte dos inquiridos acredita que o desenvolvimento da cidade e a realização de todos os projectos deve abranger o campo da criação de empregos. Isso porque hoje os níveis de desemprego estão elevados e porque é muito importante para todas as cidades que haja a criação de novos postos de trabalho sempre que possível. O importante é ter em consideração que para uma cidade como Almada, que hoje distancia-se mas que ainda pode ter a designação de "cidade satélite" de Lisboa, era muito importante a criação de empregos para mão-de-obra qualificada, de forma a atrair a fixação de grandes empresas e de população jovem na cidade. Esse tipo de empregos gerariam inúmeras oportunidades de crescimento de forma sustentável para a cidade, pois uma empresa traz sempre uma mais-valia para a cidade em que se insere. Segue-se ao emprego, mas com menos expressão o lazer o comércio e a cultura que fazem parte de um conjunto de actividades que podem juntar-se para criar um "lazer cultural" que realmente atraia a população.
     Quase metade da população votou no metro como o projecto que melhor servirá a população de Almada. Isso acontece pois, acredita-se que o metro tirará do centro de Almada uma quantidade insustentável de carros e porque é um meio de transporte, rápido, prático e eficiente. Logo a seguir temos o CostaPólis que em breve permitirá que a Costa da Caparica tenha condições de abranger uma quantidade maior de turismo balnear, dinamizando a região.
     Apenas 22% dos inquiridos discorda de algum dos projectos em curso. Como já dissémos anteriormente o metro é o projecto mais controverso de todos. Pois é aquele que reúne quase 70% de rejeição por parte da população que discorda da realização dos projectos. Tal coisa acontece porque a realização das obras do metro tem trazido uma enorme lista de transportes aos cidadãos que têm que se deslocar por percursos alternativos, e muitas vezes sujeitar-se a filas e a um trânsito intenso resultante das obras do MST. Além disso, a classe mais descontente é a dos comerciantes que sentem o seu negócio afectado pelas obras que afugentam temporariamente a população que costumava circular pelas ruas.
     Perguntámos o que as pessoas que discordam dos projectos em curso fariam diferente e as respostas foram as seguintes:
- Optimização da rede de transportes já existente;
- Maior quantidade de espaços verdes;
- Reabilitação da zona urbana (pintura das fachadas dos prédios);
- Criação de mais parques de estacionamento;
- Alteração da rota do MST de forma a não invadir a avenida central da cidade ou até mesmo um metro subterrâneo.
     Depois pedimos a opinião das pessoas em relação ao que mudariam na cidade de Almada se pudessem e as respostas foram em sintese as seguintes:
- Mais policiamento à noite;
- Melhoria dos transportes públicos;
- Criação de mais espaços verdes;
- Melhores acessibilidades à Lisboa;
- Fixação de população jovem;
- Criação de mais zonas de lazer (incluindo discotecas e bares).
     Por fim, quais as infra-estruturas que desejaria ver na cidade de Almada?
- Cinemas;
- Infantários e creches;
- Parques infantis;
- Loja do Cidadão;
- Estacionamentos;
- Lojas âncora (como a fnac)
     Post realizado por: Ana e Francisco
Organização do Trabalho:
Publicado por almadaumavisaoparaofuturo às 22:06
Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.O nosso grupo

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
.Google Pages

Visitem!!!

.Entre em contacto

Mail do Grupo: arxrs12c@gmail.com

.Dossiêr: Cidades do Futuro

Madrid

Amesterdão

Masdar City

Estocolmo

Hamburgo

Londres

Bratislava

Los Angeles

.Cartaz Cultural

Cartaz Cultural - Mês de Maio

.Organização do Trabalho

. apresentação(3)

. áreas de intervenção(5)

. avaliações(3)

. blog(9)

. cartaz cultural(11)

. ccc(5)

. cidades do futuro(8)

. colóquio(2)

. costa da caparica(15)

. cristo-rei(7)

. diagnósticos da cidade(15)

. entrevistas(12)

. estratégias(4)

. festas na cidade(3)

. ginjal(5)

. morro de cacilhas(9)

. notícias(24)

. planificações(8)

. powerpoints(3)

. propostas(9)

. reflexões(16)

. resultados da poll(6)

. resultados dos inquéritos(2)

. video-propostas(4)

. vídeos(7)

. visitas de estudo(16)

. todas as tags

.Links

.Arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007